Friday, October 21, 2005

BANSHEE AND SOMETHING ELSE WE CAN'T REMEMBER

COMPANHEIROS DE RAMBÓIA



Mais uma banda de Setúbal a ser entrevistada neste espaço. Agora são os banshee, que produzem um ska-punk bastante atractivo. Sem terem a pretensão de conquistar o mundo, mas querendo conquistar os ouvidos mais incautos, a banda relatou episódios de conflitos internos,falou de projectos seguintes, e demonstrou que a cena de Setúbal está,de facto, muito sólida.
A ler de imediato:


A pergunta de sempre:Como é que surgiram os banshee?
(A banda remete-nos para o site oficial que estará colocado nofim da entrevista. No entanto juntaram a seguinte adenda: "entretanto entrou o mike para o trompete, o alex saiu da guitarra e ficámos só com uma guitarra, o fabinho saiu da bateria por razoes pessoais e entrou o nosso actual baterista o Johnny".)


Vocês têm um nome bastante longo onde ,ainda por cima, não se lembram da segunda parte. tinham inventado uma coisa qualquer para pôr a seguir a banshee,numa noite de copos, que depois se esqueceram, têm este nome porque lhes deu na cabeça terem, ou foi outra coisa qualquer. Ou mais sucintamente:
Qual a razão do vosso nome?

Banshee é o nome duma fada: a fada da morte. Não tem nada a ver conosco, nós sabemos.
O nome foi escolhido meramente porque soa bem e é um nome curto, e fácil de decorar... claro que depois estragámos tudo. A existência da banda siouxe and the banshees, e uma banda de blackmetal espanhola com o mesmo nome,lixou-nos um bocado o esquema. Começámos a ficar num dilema em relação ao nosso nome, sobre se acrescentávamos qualquer coisa, ou mudávamos mesmo.
Reunidos na sala de ensaios, alguém se lembrou de dizer : "Epá é banshee e mais alguma coisa que não nos lembra-mos, e caga nisso vamos ensaiar..." Rimo-nos, e olha ficou. Nos países que têm como língua mãe o inglês, o nome até faz sentido e fartam-se de rir... em Portugal é sempre mais complicado.


Vocês, teoricamente, seriam cabeças-de-cartaz no FAL deste ano. Acabaram por cancelar a vossa presença,e penso que existiram alguns problemas no seio da banda, nessa altura. Não se importam de falar disso, ou preferem esquecer e continuarem em frente na carreira?


Curiosamente foi nesse dia que fizemos o convite ao johnny para tocar bateria comnosco.È verdade que houveram alguns problemas, mas preferimos esquecer as coisas que se passaram e virar a página.
Posso dizer o que se passou: o baterista que nos tava a “desenrascar”(jé) disse que não dava mais para ele, e nós dicidimos procurar mesmo um baterista em full-time, e seguir as coisas como deve ser. Entretanto o jójó(baixo) também estava a passar por uns problemas pessoais, e precisava de descansar um pouco então cancelámos o concerto.
Pedimos desculpas a todos, mas a nós custou-nos muito mais do que a qualquer
um acreditem.


A nível de bandas: Quais são as bandas de que vocês mais gostam, digamos que, no geral? De que maneira essas bandas influenciam, ou não, a música que fazem?
Nós ouvimos um pouco de tudo.e acreditem que é mesmo tudo. Desde bandas da nossa onda musical como Less Than Jake, Mad Caddies,Catch22,Capdown,Big D and the Kids Table,Reel Big Fish,Suburban Legends,Busters,Kemuri,Vodoo Glow Skuls,Ska-p,RXLegends,Busters,Kemuri,Vodoo Glow Skuls,Ska-p,RX Bandits,Pepper,Sublime,Humble,StreetlightManifesto Etc...
Passando por punkrock: Mest,Lagwagon,Tara Perdida,Fita-Cola,Fall Out Boy,No Use
For a name, Zebrahead,yellowcard,New found Glory,Strung Out,MidTown,Satanic
Surfers,Propagandhi,OffSpring,No Time To Waste,No one Yet,Me First and the Gimme Gimmies,Easyway,Aside,Bowling for soup,Bigwig,Bad Religion,Allister,Blink 182,Green Day,Pennywise e mais umas centenas.
Depois ouvimos tambem metal e suas raízes, como Dream Theater, Dimmu borgir,one minute silence,Ho-Chi-minh,36CrazyFists,BlackSunRise,Shakira e C. Aguilera,Killswitch Engage,Meshuggah,Slipknot,Snot,Incubus,Deftones e mais sem conta ...
Hardcore : madball,20inchburial,for the glory,hatebreed,champion, maybole, boysetsfire,Pointing Finger,Day Of The Dead,Strike Anywhere,all against the world ... Temos muitas bandas e boas de Hardcore por cá.
Emo/screamo/e afins – More Than a Thousand,the used,my chemical romance,skapula,jamie's last journey,story of the year,Saosin,One Hundred
Steps,Matchbook Romance,Jimmie Eat World,Thrice,Hundred Reasons,Glassjaw,Further Seems Forever,My cubic Emotion,Funeral For a Friend,Dead Poetic,Finch etc...
Depois até poprock,hardrock,r&b,hip hop e montes de cenas.. desde que tenha kualidade nós ouvimos. Podíamos escrever mais centenas de bandas. Somos mesmo grandes consumidores de musica.

Tenho feito esta pergunta a todas as bandas setubalenses que já tiveram entrevista no blog, e também a faço a vocês: Existe alguma razão para a cena de Setúbal ter tantas bandas de qualidade?

Sinceramente não sei, e vou dizer a verdade: Setúbal é uma merda. Mão tem uma sala sequer, onde possas organizar algum conncerto com condições. As poucas salas que há cortam-se todas, ou porque alguém já fez merda, ou porque música do Demónio não se pode tocar ali. Se fazes alguma cena ao ar livre tens de utar muito porque os entraves que te vão pôr serão muitos.
Os bares que têm condições, não apostam na música ao vivo, tirando algumas bandas de covers de vez em quando. Sítios para ensaiar em Setúbal é raríssimo ensaia quase tudo nos arredores.
Agora porque é que surgem muitas bandas em Setúbal? Não sei... Deve ser a Maresia do Rio Sado, visto que é dos poucos rios no mundo que corre ao contrario, deve ser disso, do alto consumo de alcóol, de não haver nada para fazer neste antro de cidade que nada tem...Além disso, a maior parte das bandas aqui em Setúbal ajudam-se em vez de se foderem entre si.Se calhar isso é uma mais valia que temos, porque de resto não temos muito mais.

Já têm uma demo editada, mas só disponibilizam dois temas, em todos os vossos sites. Existe alguma razão específica para isso?

Há sim. Na maior parte dos sites, nem nos lembramos das passwords para trocar as músicas...Nenhum de nós é assim muito cromo dos computadores para fazer essas cenas todas, logo nessa area estamos sempre dependentes de alguns amigos que nos ajudam.
Não estamos a pensar em vender os cds, porque a maior parte dos cds até damos.Quem compra o e.p "Drunk Broke but Happy" por 3 euros que contem 6 músicas, sabe que é para nos ajudar.Em programas como soulseek ou emule facilmente sacas o nosso e.p completo.

Qual é o vosso grande objectivo enquanto banda? Pretentem,acima de tudo, divertir como me parece mais explícito, tanto pelas letras, como pela parte instrumental, ou planeiam algo bem mais sério?

Nós pretendemos divertir-mo-nos, e divertir os outros. fazendo algo sério. Planeamos começar a gravar já em Novembro, o novo, ou os novos trabalhos. Ainda não sabemos bem, está tudo muito vago e indefinido... mas nós sentimos a necessidade de gravar novos temas.
Vamos tentar ser uma banda séria uma dia destes:Prometemos. Mas ,como sabes, é difícil arranjar editoras,promotoras,managers e booking ,especialmente com um estilo de música que em Portugal, não é assim muito divulgado, para poderes ser uma banda séria a um alto nivel.
Mesmo assim com as condições que temos, tentamos fazer o melhor que conseguimos ,e divulgar o mais que podemos.

Têm alguns concertos agendados para breve?

Quando mandás-te a entrevista para respondermos, tínhamos Elvas, Setúbal e Beja ,como demorámos a responder, temos agora amanhã em Beja no azreal com skalibans.


Esta pergunta é mais uma curiosidade minha que outra coisa qualquer. No "trailers are always more exciting than movies" dos more than a thousand, eles fizeram um agradecimento especial ao téta(com uma bonita alusão à sua respectiva mãe). Será que o agradecimento pode ser, de alguma forma explicado, ou é melhor mesmo pararmos por aqui?
Isto é só rir!
Os more than a Thousand são ,sem dúvida, a banda que mais nos influencia. Não como estilo musical, apesar de gostarmos bastante do som deles, mas sim como pessoas.
Além de grandes amigos que são, e das saudades que temos deles, foram também aqueles que nos incentivaram a tocar pela primeira vez, e nos deram dicas. Ajudaram-nos também a gravar o e.p, desde boleias para o estúdio e participação (o firi canta no tema "to all of us", e o antigo baterista o super ,toca a última parte do tema "another place another time"), e chegámos a ter a chave da sala de ensaios de cada um. Havia uma base de confiança,amizade e lealdade.
A relação que temos com eles é muito especial, e isso das mães entre nós é uma das brincadeiras que temos, porque se reparares, tanto eles como nós, deixámos recados uns para os outros nas noticias das paginas oficias de cada banda.Claro que niguém os percebe, só nós e o grupo de amigos que temos em comum. fartamo-nos de rir e é assim. :P
Logo, o tipo de relação, e esse tipo de brincadeiras é perfeitamente normal entre nós :P

Mas, no que a brincadeira consiste, isso é segredo.



APOIEM AS BANDAS NACIONAIS


site oficial: http://www.drunkbuthappy.com

nota: a foto da banda não está coincidente com a sua actual formação