Friday, April 22, 2005

Death cab for cutie-Transantlanticism(2003)



Os death cab from cutie têm um nome estranho.Vêm de birmingham(cidade do estado de Washington, EUA) e têm discos editados deste 1999 De de início eram um projecto a solo do vocalista Ben gibbard,E esta história de músicos recrutados sempre me soou estranha. A verdade é que este "Transantlanticism" é o quarto disco de uma banda que tem um som extremamente agradável a todas as franjas musicais. Pode parecer estranho(outra vez), mas se, enquanto uns, podem encarar o disco como algo de grande qualidade dentro de uma indie pop com laivos de emo, outros já poderão dizer que servirá para descomprimir. Agora, sinceramente, acredito que toda a gente pode com certeza gostar de "transantlanticism", sem qualquer problema. E a estranheza termina por aqui.
O disco começa com "The new year", que destila uma pop suave com alguns bons ambientes criados. A voz de gibbard, de uma sensibilidade extrema, agudiça-nos os ouvidos e deixa-nos a levitar. E é dentro desta temática que o tema decorre, sempre numa confluência ambiental muitíssimo agradável, e de grande bom gosto.
Segue a parada com "lightness", uma música mais soturna, mais grave, menos alegre.E é sempre na mesma tonalidade que o tema segue, sem nos deixar a pensar que os death cab conseguem, em 3 minutos, ser refrescantes, contagiantes, e muito agradáveis. E tudo ao mesmo tempo.
Estar por aqui a destacar todos os temas é complicado. Ainda assim vejo.me obrigado a fazer menção a "title and registration", terceiro tema do álbum,e primeira canção que ouvi deles, onde um som de viola percorre todo o tema, sem sofrer alterações.Mas é um tema tremendamente sensível, tanto na criação atmosférica, sempre suave e recatada, como na voz de gibbard, que é um diamante em bruto autêntico.Ainda anda por aí encoberta, ninguém sabe muito bem como. eu pelo menos, não sei.
E agora a alegria...o gritar, o contágio. "sound of settling" é talvez a música mais contagiante de todo o disco, apetece-nos gritar "pa pa pa pa..." sempre, temos obrigatoriamente que mexer o pé a um ritmo acutilante, retirado da melhor escola emo, a bater palmas, a tudo. querem um tema melhor para descomprimir que um tema pop de laivos emo, com um refrão e uma batida absurdamente contagiantes? Para mim é, sem dúvida, o tema que mais ouço no disco e, não sendo o melhor, instrumentalmente, é talvez o melhor enquanto canção com um refrão, e uma batida absolutamente incrível.Por outro lado, num disco com sons que se destilam de um modo mais triste e soturno, ouvir algo alegre, que nos faz mexer o corpo, e de uma sensibilidade pop surpreendente, é algo de saudar.
Ainda de destacar será o tema-título: Um épico de 7:55 que começa num piano triste, cheio de quietude e sentimento. Onde depois aparece a voz de gibbard cheia de suavidade,como sempre. E vai em crescendo,aparecem outros sons, outros ambientes, outras instrumentalizações, sempre num tom baixo e intenso. Uma música carregada de instrospecção que facilmente podemos classificar como "bonita". E é talvez a melhor classificação que se pode ter. Pois se o "lindo" é uma classificação dada muito em êxtase, muito pouco racional, o "bonito" pede apreciação, paciência para analisar as coisas. Pelo menos no que à música concerne. E estar a ouvir um tema como ese é sempre uma experiência fenomenal, onde se realmente vê todo o potencial que estes death cab têm.
Que concluir então de uma banda praticamente desconhecida?De uns norte-americanos, apenas ouvidos por meia dúzia de gente esquisita à face da terra? Talvez de que até é bom os death cab serem, apenas e só a "nossa" banda. E de querermos ficar naquele egoísmo, quase utópico, de não a querermos dar a mais ninguém. Algo do género li eu na crítica da mondo bizarre a este disco, e subscrevo completamente. Por outro lado, um segredo destes não pode ficar escondido durante tanto tempo. Uma banda com uma sonoridade bem agradável, com uma fantástica criação de ambientes, uma suavidade e sensibilidade tocantes, e um tema maravilhosamente contagiante que se chama "the sound of settling", não podem ficar escondidos por muito mais tempo. Descubram-nos. Eles merecem. 8/10

3 temas de loucura: "the sound of settling","title and registration","transantlanticism"

3 Comments:

Blogger gonn1000 said...

Curiosamente também destaquei este disco no meu blog há pouco tempo. É refrescante e agradável, como dizes, ainda que a segunda metade seja um pouco inferior à primeira. 6/10

12:41 PM  
Anonymous Yuri Siedlarczyck said...

Descobri recentemente essa banda - 1 semana, talvez - e foi o suficiente para passar a ouvir sempre.

3:18 PM  
Anonymous ana said...

descobri DCFC vendo the o.c. (o personagem seth ama a banda) dps que baixei o Transantlanticism, tive que baixar os outros tb !!! Mas ele é o melhor, o melhor pq tem "Transantlanticism", "Tiny Vessels", "Lightness" e "A Lack of Color". ótima banda !!

3:47 PM  

Post a Comment

<< Home