Sunday, July 03, 2005

IF LUCY FELL

O PESO DO ESFORÇO




Os If lucy fell são uma das mais recentes esperanças do hardcore nacional. Com um estilo já bem definido, decorrente de influências de converge ou botch, e com um álbum em vésperas de ser gravado, via rastilho, preparem-se para a potente e pesada dose de hardcore que esta banda tem para vos proporcionar.Eles estão aqui para "ROCKAR com todo o poder", como confessaram. A conferir desde já nas palavras do guitarrista Rui:


Como é que os if lucy fell surgiram?

Surgiu um pouco como inevitável...Há muitos anos que eu, o gaza e o hélio estávamos para elaborar algum tipo de projecto. A coisa nasceu (como muitas outras) de momentos difíceis: Estávamos a atravessar um momento complicado, e pelo meio começaram a surgir ideias e motivação para fazer música. Alguns ensaios no bibi (black sheep studios em Mem-Martins), com uma passagem pelo estúdio do Bravo em Linda-a-Velha, deixaram o esboço de If lucy fell delineado. A coisa alicerçou-se mais, aquando da gravação da demo/promo nos estúdios Black Sheep sob a produção do Makoto, que entretanto se tornou no nosso vocalista. Para todos, o Makoto surgiu como uma grande influência, e canalizou o espírito dos ensaios para o palco numa fórmula que ainda hoje nos surpreende.A partir daqui If lucy fell tornou-se mais sólido e com maiores perspectivas de evolução no ponto de vista musical.

Há algo que gosto muito em vocês, para além da música: O nome da banda. Como é que ele apareceu? Quem é que teve a ideia?

Bem...Andávamos a remoer nomes quase até à véspera da mistura da demo, quando o andré henriques (linda martini, ex shoal) nos deu uma ajudinha...ficámos a saber posteriormente que correspondia a um filme meio manhoso do Ben Stiler (??) ,mas agradou-nos tanto a sonância que acabou por ficar. Tem também um certo simbolismo que procurámos sempre nas várias hipóteses de nomes que considerámos (sem querer entrar em grandes pormenores..) - Religião/drogas ; evolução humana/descontínuidade.

Os if lucy fell já obtiveram algum reconhecimento, de certos meios de comunicação mais underground, por exemplo a loud!. Quais pensam ser as razões para este crescendo de reconhecimento?

Creio que se possa dever à originalidade do som no espectro do rock / metal /hardcore nacional, e à intensidade dos espéctaculos ao vivo (que ainda estamos a procurar...) ,embora tenhamos de agradecer à amizade e interesse de algumas pessoas que nos motivaram e nos ajudaram a arranjar concertos e contactos. (andré e congas da i owe you nothing recs, padinha de blacksunrise, fernando de fever..)

Como caracterizariam a vossa música, se é que a conseguem caracterizar?

Desconstruir o melódico, desconstruir o ritmico e ROCKAR com todo o poder que se consiga!!

Na minha opinião, o vosso tipo de som ainda está pouco explorado em Portugal. Quais pensam ser as razões disso?

As pessoas preferem muitas vezes optar por estilos que funcionam imediatamente ao vivo, procurando aquela cumplicidade imediata com a energia do público ( no caso de if lucy fell por exemplo essa cúmplicidade não é imediata); Mas também se prende com aquilo que as pessoas gostam de ouvir. Agora começam a aparecer coisas diferentes, especialmente pelo pessoal mais novo.Não é só por serem diferentes que são boas claro...Mas a mim agrada-me a intenção de se desviar um pouco daquilo que é usual ouvir-se por cá....

A nível de influências, quais são as bandas que mais os influenciam?

Botch,Converge,ISIS,the blood brothers,Ratos de Porão,Jimi Hendrix,Aphex Twin..

Que pensam da evolução do hardcore tanto a nível nacional como internacional?

A nível nacional (no espectro dos concertos hardcore) está num momento bom, embora com grandes dificuldades (essencialmente financeiras). Surgem boas bandas (for the glory; Twenty inch Burial; Blacksunrise, Larkin, Theyweregunshots, Mary reilly e mais ...não tenho definições muito apertadas de hardcore,refiro bandas rock /screamo/metal hardcore, o que lhe quiserem chamar) com grande felling ao vivo e excelente atitude. Lá fora,os meios são outros e nem sempre o que surge por aí com grande pompa e circunstância, é assim tão bom como isso...Acho que está a precisar de sangue novo, e se houvesse meios, as bandas portuguesas não ficavam atrás...

Tocaram, não há muito tempo, no human and animal liberation fest. Quais foram as vossas impressões tanto sobre o evento como sobre o concerto?

Ambiente brutal, deixou-me um sorriso na boca....fiquei contente pela causa e pela música, os espéctaculos de New Winds e Twenty inch por exemplo, foram contagiantes!!O João Padinha está de parabéns pelo esforço e dedicação

De momento estão a planear, ou a gravar alguma coisa?

Vamos gravar um álbm em agosto a ser editado pela Rastilho, sem data ainda ofícialmente marcada.

Quais são os vossos principais objectivos ainda a atingir, enquanto banda?

Progredir sempre...curtir em concerto, e tocarmos por todo o lado que conseguirmos.

site oficial

1 Comments:

Anonymous clave said...

São bons, são muito bons!
O rui toca nas horas!
contratempos marados, uma mão direita fenomenal!

aliás, são todos bons, muito bons!

12:14 AM  

Post a Comment

<< Home