Sunday, January 14, 2007

SIMPÁTICAS RODELAS PARA 2007

Sim, esta é aquela típica posta onde se colocam alguns discos que poderão(ou não) fazer de 2007 um ano do caraças a nível musical. Aqui ficam alguns novos registos que irão surgir(ou que já aí andam por vias alternativas), e que me enchem de boas expectativas - ok, alguns deles eu já ouvi qualquer coisa, mas isso agora não interessa. Ficam aqui algunss discos internacionais- talvez faça uma coisa deste género para o nosso cantinho- que me parecem pertinentes:

Ora cá vão eles pois.

AEREOGRAMME - MY HEART HAS A WISH THAT YOU WOULD NOT GO



Deste eu já falei não foi? Pois... No entanto não é problema nenhum falar outra vez. Até porque este disco, a ser editado para o mês que vem, é uma agradabilíssima confluência de melodias pop, com alguns trejeitos mais indie, envolvidos em temas do cacete. Um disco recheado de verdadeiros bombons pop, que terão o seu auge na primavera- pelo menos esta é a minha ideia(já pus por aqui uma ligaçãozita para o adquirirem- vide as postas de novembro)

EXPLOSIONS IN THE SKY - ALL OF A SUDDEN I MISS EVERYONE




Se o post-rock é, muitas vezes, um longo emaranhado de sonoridades, os explosions in the sky preferiram ir pelo caminho mais simplista. Este novo disco percorre um trilho bem mais simples, menos elaborado, no entanto criado com sentimento suficiente para nunca se perder de vista. e apesar de mais simples, não quer dizer que ele não vá percorrendo variadíssimos estados de espírito e de alma. Parece-me grande, mas tudo a seu tempo.

PELICAN - CITY OF ECHOES



Pois, já perceberam que ainda não temos capa deste. E, para ser sincero, estou totalmente acagaçado(sim a palavra condiz bem com o estado da mente) com este novo álbum da banda. Porque o anterior "The fire in our throats will beckon the thaw", é absolutamente perfeito - aliás para comprovarem esta minha opinião, é só irem ler a crítica manhosa que fiz ao disco deles. E como raio é que se faz um disco a seguir à perfeição? Difícil, muito difícil. Mas pelo menos, daquilo que já está disponível, dá para perceber que os pelican não se encostaram à bananeira, nem continuaram com as gigantes melodias uptempo e pelo estigma da (maravilhosa)repetição. È irem ver estes três links que a banda disponibilizou, e que dão algumas pistas sobre os novos caminhos...

http://www.bwilms.com/temp/Pelican/Pelican_-_20061016_-_01_Bliss_and_Concrete.mp3

http://www.bwilms.com/temp/Pelican/Pelican_-_20061016_-_03_Dead_Between_The_Walls.mp3

http://www.bwilms.com/temp/Pelican/Pelican_-_20061016_-_06_City_Of_Echoes.mp3

Já agora,e porque não cheiro assim tão mal, digo que arranjei estes links no belo do amplificasom. Obrigados pá.


PAIN OF SALVATION - SCARSICK



È provavel que os Pain of salvation sejam a banda mais..hum confusa do mundo. Pode-se dizer que tocamrock progressivo, pode-se dizer que são quase génios dentro do género, e pode-se igualmente dizer que "Sacrsick" é uma confusão sem precedentes. O que não quer dizer que não haja uma lógica inerente à disparidade instrumental.Depois do demasiado conceptual "Be" e da fabulosa experiência do best-of-meio acústico- conceptual, o grupo está de volta com mais um trabalho que promete muita dedicação ao ouvinte. Vamos todos dá-la pá.


JESU - CONQUEROR



A nova banda de Justin K Broadrick está de volta, com um disco que vai buscar muitas reminiscências ao ep "Silver". Distorções, ritmos uptempo, a voz meio arrastada, órgão, e tudo mais. Volta aquele sludge de laivos electrónicos que tanta beleza fez jorrar em "Silver". Agora em formato alargado, é ver se a maravilhosa fórmula não se vai desgastando.

e pronto, já tou farto de falar. Agbora vejam lá se dão ouvidelas nisto, para podermos mais tarde discutir na base da alegria esta coisa toda(se quiserem adquirir os dois primeiros discos que aqui aparecem, mais o de jesu, é irem ao bolachas grátis- que não me paga nada para dizeristo bah- cujo link está aqui ao vosso lado ou bem lá pra baixo se andarem com o cocó do internet explorer)

1 Comments:

Blogger SleepWalkingConvict said...

Qual o meu espanto quando, nesta visita tardia, encaro com o nome de uma das bandas que me acompanham há algum tempo e de que quase não se ouve falar em Portugal (não fosse este país isso mesmo..Portugal..). Explosions in the sky! A procura de um som puramente instrumental e (a meu ver) melancólico e dramático trouxe-me o nome "Your Hand In Mine", do grande "The Earth Is Not A Cold Dead Place". Tratei de os conhecer e, como disse Pessoa, "primeiro estranha-se, depois entranha-se", aquilo cravou-se de uma maneira muito agradável. Deste novo conheço o single que promete, no mínimo, o mesmo som envolvente e a mesma capacidade de se agarrar a nós. A ver vamos!

1:02 AM  

Post a Comment

<< Home